Com safra de 50 toneladas, tem início 12º Colha & Pague

Visitantes colhem frutos no imenso pomar do Sítio Sakaguti

No que depender da família Sakaguti, não vai faltar frutas para saciar os visitantes que prestigiarem a 12ª edição do Colha & Pague do Kaki Fuyu. Com nada menos que 1000 pés em plena produção, o casal Márcio e Fumiko Sakaguti esperam colher 50 toneladas da produção, apenas neste ano. A abertura oficial do evento ocorreu na última sexta-feira (30), com a tradicional cerimônia com autoridades municipais e regionais.

Agora, até o dia 22 de abril, as 10 mil pessoas estimadas para participar do evento poderão colher a deliciosa iguaria diretamente do pé, conhecer mais sobre o caqui e sua cultura e, ainda, saborear pratos feitos à base da fruta – como pastel, sucos, tortas entre outros.

Além da divertida colheita, há exposição de orquídeas, cactos e suculentas, venda de artesanato e praça de alimentação com delícias típicas da culinária japonesa.

 

Discursos – Em sua fala, o deputado federal Vitor Lippi (PSDB) elogiou os organizadores, classificando-os com exemplos de amor à terra e ao seu cultivo. “São meses e meses de trabalho para que possam nos receber bem. Dificilmente encontramos uma festa tão bonita e feita com tanto amor, como o Colha & Pague”, afirmou.

O prefeito José Tadeu de Resende (PSDB), por sua vez, ressaltou a importância do evento. Ele reconheceu a perseverança dos Sakaguti e seu empenho para que a iniciativa ocorrida há 12 anos tenha se tornado referência no agroturismo regional. Ele também sinalizou com a possibilidade de a Prefeitura apoiar a expansão de eventos semelhantes, envolvendo outros produtos típicos da cultura piedadense.

Ainda durante discurso, Tadeu de Resende revelou que, talvez, a tradicional Festa da Alcachofra e do Morango seja reativada no segundo semestre deste ano. “Os produtores estão animados e já começamos as conversações”, afirmou.

 

Mobilização – Em entrevista à Folha de Piedade Online, o casal Márcio e Fumiko Sakaguti contou que o Colha & Pague envolve toda a família. Cerca de 25 parentes se mobilizam para fazer o evento acontecer, atuando em diversas áreas.

“Eles também participam da etapa anterior, com o trato da plantação”, comentam. “Nossa família sempre viveu da lavoura. Hoje, muitos estão na cidade, mas, para eles é um prazer voltar ao sítio para lidar com os caquis”, completam.

 

Visitantes – O primeiro dia de visitação ao sítio já foi bastante movimentado, com numeroso público. Em busca dos suculentos caquis, os turistas lotaram o pomar da família Sakaguti, sozinhos ou acompanhados pelos monitores que prestam assistência durante o evento.

“Esta é a primeira vez que consigo colher a fruta diretamente do pé. É muito legal”, empolgou-se a professora Odete de Fátima Bisnara. Moradora de Sorocaba, ela tomou conhecimento do Colha & Pague por meio de uma amiga em comum. “Estar aqui e viver esta experiência é uma sensação muito boa. Não temos nada disso nas cidades maiores”, avaliou.

Já a auxiliar de enfermagem Maria Lúcia de Fátima, de São Paulo, prestigiou o evento por meio de uma excursão. Sem nunca ter visto uma plantação de caqui, ela se disse impressionada com os 1000 pés existentes no Sítio Sakaguti. “Com certeza levarei muitos frutos para a casa”, avisou.

O casal de adolescentes Kevin Nonato e Karina Vianna aprendeu na prática a importância dos monitores disponibilizados pela organização do Colha & Pague. Sem nunca terem visto um pé de caqui, eles apanharam um fruto “marrento” (fora do ponto). “Por sorte, as pessoas que trabalham no sítio nos ajudaram e nos ensinaram a como colher os melhores caquis. Agora, está tudo certo”, divertiam-se enquanto saboreavam deliciosos espécimes da produção local.

 

Variedade – Além do tradicional Fuyu, os participantes do Colha & Pague podem saborear e levar para a casa outras duas variedades de caqui, o Taubaté e o Coração de Boi. Ao pagar a entrada no valor de R$ 10,00, o visitante tem direito a comer, à vontade , os caquis diretamente do pé. O preço da fruta colhida será de R$ 7,00 o quilo.

O Colha & Pague vai até o dia 22 de abril, das 9h às 17h. O Sítio Sakaguti está localizado no Bairro Sarapuí de Cima (estrada da Vila Elvio). Mais informações pelos telefones 3244-2973 e (15)99774 – 5128.

Comentar