Em Ibiúna, macacos são mortos a pauladas e veneno

De acordo com Prefeitura de Ibiúna, cerca de 70 animais foram mortos a pauladas, envenenamento e ataque de cães (Foto: Revista Vitrine Ibiúna)

De acordo com levantamento da Vigilância Epidemiológica de Ibiúna, cerca de 70 macacos foram mortos naquele município, por moradores de áreas de mata onde os primatas estão presentes. Os bugios têm sido mortos a pauladas, envenenamento e, até mesmo, ataque de cães. Devido a desconhecimento os animais acabam sendo vítimas de pessoas que, sem informações ou, até mesmo, por medo, os matam temendo serem contagiadas pela Febre Amarela. Os macacos, todavia, são vítimas do mosquito que transmite a doença e não causadores.

“É importante que a população pare, imediatamente, de matar os primatas que estão nas matas, pois em vez de ajudar no combate à Febre Amarela, prejudica todo o esforço feito pela Secretaria Municipal da Saúde em ação conjunta com a Vigilância Epidemiológica de Sorocaba e da Superintendência de Controle de Endemias”, diz a diretora da Vigilância Epidemiológica de Ibiúna, Elisângela Cardoso Pires.

No caso de alguém encontrar um macaco morto, a orientação é ligar para o Centro de Controle de Zoonoses, que providenciará a remoção do animal, bem como retirará uma amostra para análise e verificação. É importante alertar, também, que entre os cerca de setenta macacos encontrados mortos em Ibiúna, houve confirmação de apenas dois casos da Febre Amarela.

 

Comentários

Que infelicidade essa falta de informação. Onde está o governo federal que não lança uma campanha nacional pra proteção dos primatas ?

Basta prender uma meia dúzia desses idiotas que mataram os macaquinhos, que ira aparecer em todas as mídias e ninguém mais vai matar os macaquinhos

Não é que "o povo não tem informação". Tem sim. O povo é burro,ignorante e muito psicopata "aproveita o momento" para realizar seus crimes pautados na "falta de informação". Enquanto essa raça de pessoas ficar impune (como é regra deste país), crimes deste tipo e piores vão continuar acontecendo. O resto é falácia.

E triste ver cenas e atos como estes sendo praticados por pessoas desprovidas de conhecimento e informações ,não por falta de informação e sim por não procurar se informar sobre o que está acontecendo ,o porquê disso ou daquilo ,quais são os riscos ,como ocorre a transmissão ,quem são os transmissores ,quais o métodos de prevenção .Gente por favor prestem a atenção (O macaco não é o transmissor da doença ,o transmissor da doença é o pernilongo ,ele é que transmite a doença,os macacos assim como os seres humanos são infectados e podem morrer ,o macaco não transmite a doença ,o macaco ainda é mais frágil que os seres humanos pois os mesmos não desenvolveram anticorpos em seu organismo para combater o vírus . Prestem a atenção não matem os macacos eles estão salvando nossas vidas.

Muita crueldade e ignorância. Tem que punir esses infratores. Crime por matar os animais inocentes e indefesos e crime ambiental por usarem venenos. Será que os guardas do meio ambiente não estão sabendo disso?

Comentar