Game produzido em Piedade é vendido no mundo inteiro

Jogo para computador totalmente desenvolvido em Piedade é destaque no site Steam (Foto: Reprodução)
Lançado há menos de um mês, o game “Keeper – The Hunter of Insect” (Guardião – O Caçador de Insetos) já figura entre os top sellers da loja virtual norte-americana Steam. Em apenas alguns dias de exposição na galeria do site mais acessado por gamers do mundo inteiro, o programa foi adquirido centenas de vezes em pelo menos 10 países. Até a manhã de 23 de outubro, a missão do pequeno herói desafiava as habilidades dos exigentes chineses, japoneses e até tailandeses. A melhor parte da notícia vem agora: a plataforma foi inteiramente desenvolvida em Piedade, pelo artista digital Danilo Venâncio Américo Leite. 
 
Feliz com o resultado de milhares de horas de tarefas solitárias e desafios de todos os tipos, o autodidata piedadense garante que esse é apenas o start para a realização de um sonho de infância. Aos 25 anos de idade e atuando na área de segurança patrimonial para sobreviver e custear o encaminhamento da carreira, Danilo só aguarda o momento certo para apresentar diversos outros projetos na área de games que vem desenvolvendo paralelamente. “O faturamento do Keeper será todo destinado à melhoria da estrutura para os novos jogos”, comenta, destacando que utiliza equipamentos precários e softwares desatualizados, além de ter que aprender tudo sozinho, se valendo apenas de tutoriais.
 
Trabalhando em casa, nas horas vagas, o jovem conta que o lançamento do seu primeiro game no mercado só foi possível graças ao apoio financeiro de amigos e até de desconhecidos. “As pessoas viram minha história no jornal, ficaram sensibilizadas com o meu esforço e resolveram colaborar”, revela Danilo, referindo-se à reportagem publicada pela Folha de Piedade em novembro do ano passado. Na época, a ideia era captar os R$ 30 mil necessários às licenças e demais despesas por meio de campanha no site Catarse. 
 
Como as adesões pela ferramenta online não vingaram, a alternativa foi simplificar o projeto para reduzir os custos. Assim, a complexa aventura intergaláctica de “Funfert”, com suas sete fases e inúmeros níveis, foi remodelada e reduzida para poder chegar ao público. “Ficou mais leve, porém tão interessante e desafiadora quanto antes”, garante Danilo. 
 
Suor e vocação 
 
A trajetória do ousado piedadense no mundo dos games é um exemplo de esforço e dedicação. Sem recursos financeiros para frequentar cursos ou adquirir computador e softwares específicos, ele teve de lutar muito e quase sempre sozinho. Tudo começou com a aptidão para o desenho, cultivada desde criança. A curiosidade sobre o funcionamento dos joguinhos de consoles fez o restante. “Juntei tudo isso com o que fui aprendendo nos tutoriais, até conseguir dominar as linguagens de programação e as plataformas de modelagem”, resume o artista.
 
Outro fato que chama a atenção na produção de Danilo é que, a exemplo dos artesãos, ele faz tudo sozinho. Tarefas que seriam desempenhadas por uma equipe inteira acabam saindo da mesma máquina e de um único cérebro. Assim, o jovem desenvolve desde a aparência dos personagens, à criação de cenários, planejamento de sequências e, até, documentação. Aliás, apenas o processo para a comercialização de “Keeper” pelo Steam levou mais de um semestre para ser concluído.
 
Além dos jogadores orientais citados no início, o game piedadense já conquistou muitos fãs também nos Estados Unidos, Polônia, Alemanha, Áustria, Reino Unido, Malaísia e, é claro, em diversos estados brasileiros. Quem quiser mais informações sobre o trabalho de Danilo ou trocar informações com ele pode acessar a pagina do artista no Facebook.
 
Ficha técnica
 
Por enquanto, “Keeper – The Hunter of Insect” está disponível para computadores com os sistemas operacionais Windows Vista ou Windows das versões 7 ao 10. Necessita de, ao menos, 1 GB de memória RAM e ocupa 700 MB no disco rígido. No Steam, custa US$ 4,99 (cerca de R$ 16,00).
 
A missão do jogador é eliminar um exercido de insetos gigantescos que ataca o planeta do Guardião. Para dar conta de tantos inimigos, é preciso ganhar o maior número de pontos possível e, dessa maneira, atualizar as armas. Conseguindo matar a rainha dos invasores, o jogo recomeça com grau de dificuldade mais elevada.

Comentar