Matou a filha, fez sexo com cadáver e tacou fogo na casa

André confessou ter barbarizado a própria filha; ele responde a outro processo por estupro seguido de morte (Foto: Divulgação)

Foi preso, na madrugada desta quinta-feira (8), André Pereira de Oliveira, 41 anos. Ele é acusado de matar a filha de oito anos, manter relação sexual com o cadáver e, em seguida, atear fogo à sua residência. O motivo da brutalidade: vingar-se da ex-mulher, que teria pedido a separação e o denunciado à Polícia por violência doméstica. André já havia sido preso, anteriormente, por estupro seguido de homicídio e aguardava o julgamento em liberdade.

O crime aconteceu no bairro do Cupim, zona rural de Ibiúna. O acusado foi encontrado pelas autoridades escondido em um matagal. Segundo a Polícia Militar, por volta de 1h50 da madrugada a equipe foi ao local dos fatos atender ocorrência de incêndio. A informação repassada dizia que um homem teria ateado fogo à própria casa, após uma briga.

Os policiais conseguiram conter o fogo, na parte externa do imóvel, localizaram o corpo de uma menina, já morta e com sinais de que teria sofrido violência sexual.

De acordo com relato de testemunhas, foi informado de que André, o pai, estava sozinho na casa com a criança. Foi dito, ainda, que existia uma medida judicial contra ele, impedindo-o de se aproximar da ex-mulher. 

 “Os vizinhos de imediato acreditavam ser ele o autor dos crimes, uma vez que o pai já tinha passagens criminais por estupro e homicídio, além de estar ameaçando de morte membros de sua família. A partir dessas informações, nos empenhamos em tentar localizar o suspeito”, contou a Sargento Lidiany, que comandou a ocorrência.

Os policiais localizaram, no centro de um campo, uma camiseta branca que o autor estaria usando momentos antes do incêndio. “Mais a frente, encontramos uma entrada que dá acesso a uma área de mata fechada, com trechos amassados, como se tivessem sido pisados. Ficamos por mais de duas horas fazendo buscas em meio a esse matagal, até encontrarmos o André”, relatou Lidiany.

Segundo a polícia, assim que foi detido, o pai friamente confessou ter sufocado a filha com um travesseiro e, depois, mantido a relação sexual com o cadáver. Revelou, ainda, que fizera aquilo por vingança, devido à sua esposa ter saído de casa.  “O que mais nos chocou é que ele não aparentava qualquer arrependimento”, lamentaram os PMs.

André foi levado para Delegacia de Polícia de Ibiúna, onde permanece preso em flagrante e irá responder por Homicídio, Estupro de vulnerável e Incêndio criminoso. O corpo da vítima foi levado para o Instituto Médico Legal de Sorocaba.

(Com informações do Jornal do Povo)

Comentar