Passando a Limpo

Receptivo
Contrariando as expectativas, o prefeito José Tadeu de Resende (PSDB) atendeu aos manifestantes que foram às ruas no dia 29 de março. No gabinete, o alcaide ouviu as reivindicações e ofereceu cafezinho aos descontentes.

 

Irredutível
Apesar da recepção, os manifestantes saíram da reunião de mãos abanando. Tadeu fincou o pé e não cedeu aos apelos populares. A taxa do lixo continua vigente e com os valores e critérios previamente estipulados pelo Executivo.

 

Só para poucos
A postura rígida do prefeito contrasta com aquela vista no ano passado quando, diante de pressão muito menor, desistiu de mudar o sistema de estacionamento nas ruas centrais. Há quem diga que, naquele caso, a diferença foi a “estirpe” dos descontentes.

 

Ato falho
Durante a famigerada reunião, Tadeu tentou jogar a responsabilidade da taxa para a Secretaria Estadual de Meio Ambiente. Segundo ele, o órgão teria colocado a cobrança como condição fundamental para Piedade poder celebrar convênio regional. O departamento, todavia, negou tais afirmações.

 

Alerta
Ainda que com poucos participantes, a manifestação contra os valores do IPTU (Imposto Territorial Predial e Urbano) e da taxa do lixo deixaram explícito um descontentamento generalizado da população. Muita gente que não participou da marcha até a Prefeitura foi até os manifestantes para externar solidariedade e colaborar com o abaixo-assinado.

 

Alerta II
Além disso, o grito de “Fora, Tadeu” foi ouvido em diversos pontos do trajeto. Aparentemente, a paciência do povo para com a atual administração está próxima do fim.

 

“Dilmo”
A situação política de Tadeu, de fato, não é das mais confortáveis. Além da insatisfação popular com a precariedade de serviços públicos e algumas medidas da Administração, o atual governo conta com minguado apoio por parte da Câmara dos Vereadores.

 

Bicho pegou
Após receber uma série de crítica a seu trabalho, por parte dos vereadores, a secretária de Ação Social, Roseli Marini, foi à Câmara para tirar a história a limpo, na segunda-feira (2). Ela deu pronta resposta aos parlamentares e saiu em defesa de sua pasta. “As críticas foram infundadas e caluniosas”, disparou.

 

Caldo entornou
Um dos principais críticos ao trabalho de Marini, vereador Daniel Dias de Moraes (PSB), demonstrou não ter gostado do revide. Ele contestou, entre outras coisas, o fato de a secretária ter mencionado, somente, a bancada do PSB em sua considerações iniciais.

 

Galo cantou
Outro que tentou repreender a secretária foi Adélcio de Jesus (PSB). Para ele, Roseli usou um tom de voz agressivo e inadequado à ocasião.

 

Futuro
O filho do prefeito Tadeu, Thadeu Moreni de Resende – o carismático ‘Tato’ – tem sido visto a participar de diversos eventos políticos. O rapaz se tornou presença constante em eventos ocorridos no gabinete e em outros departamentos. Cogita-se que o atual prefeito esteja preparando Tato para seguir seus passos na vida pública.

 

Frase da semana
“A Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo cumpre esclarecer que jamais criou exigências como forma de induzir o município de Piedade à criação da taxa do lixo”, órgão paulista, negando afirmações feitas pelo prefeito Tadeu.

 

Comentar