Pedreiro desavisado cai no “golpe do aluguel”

Um boletim de ocorrência de estelionato foi registrado pela Polícia Militar, na tarde de 24 de junho. A vítima, um pedreiro, diz que foi enganado e lesado por um motorista de 40 anos, após negociação referente ao aluguel de uma casa, na Vila Amâncio.

O homem diz que procurava por um imóvel, quando foi informado pelo acusado de que ele teria “algumas casinhas” para locação, sem que fosse necessária consulta às instituições de crédito. Animado com a possibilidade, o pedreiro se disse interessado. Recebeu, então, a informação de que o aluguel era de R$ 350,00 mensais, porém, seria preciso entregar um sinal no valor de R$ 150,00 .

No dia 17 de junho, vítima e acusado teriam ido ao local e visitado, por fora, a mencionada casa. O homem gostou do imóvel e fechou negócio, entregando a quantia adiantada ao suposto estelionatário.

Em 24 de junho, o pedreiro foi ao local para receber as chaves da propriedade. Ele esperou durante horas, porém, ninguém apareceu. Foi informado, por vizinhos, então, de que aquela casa pertencia a outra pessoa e não ao motorista que lhe propusera negócio. Inconformado, ele procurou a PM e relatou o ocorrido.
 

Negou – Os policiais foram atrás do acusado e o encontraram em um bar. Indagado ele negou tudo e disse que, apenas, intermediava negócios de aluguel. O sujeito frisou, ainda, que devolveria o dinheiro ao pedreiro, como o fez em frente às autoridades. 

Comentar