Placas sobre autismo serão obrigatórias em estabelecimentos

Foi aprovado, em primeira votação, o projeto de lei que obriga estabelecimentos públicos e privados a inserir, nas placas de atendimento prioritário, o símbolo mundial do autismo. De autoria do vereador Dito Alagoano (PODEMOS), a proposta diz que embora o atendimento preferencial à pessoa com transtorno do espectro autista já esteja assegurado pela Legislação, muitas famílias não conseguem usufruir desse direito.  “A inserção de placas de atendimento preferencial auxiliará na defesa dos direitos das famílias e na conscientização da população sobre o transtorno”, diz o texto.

A medida engloba supermercados, bancos, farmácias, bares, restaurantes, lojas e similares, além de repartições públicas. O descumprimento da lei pode acarretar em advertência e, caso a irregularidade não seja sanada, multa de meio salário mínimo. A reincidência, segundo o projeto, será punida com o dobro do valor.

Durante a discussão da proposta, o vereador Jorginho Biscaia (PODEMOS) elogiou a iniciativa do colega de bancada. De acordo com ele, cidades como Sorocaba e São Roque já aprovaram projetos semelhantes. “Muitos autistas são hipersensíveis à luz e ao som. Filas demoradas e em locais agitados e muito iluminados podem se tornar experiência estressantes”, discorreu. “Este pequeno gesto é importante para trazer tranquilidade aos portadores do transtorno e seus familiares, no momento de realizar tarefas do cotidiano”, completou.

O líder do governo na Câmara, Waguinho (PSDB), foi além e sugeriu a promoção de uma campanha de conscientização em relação ao autismo, além de medidas de capacitação para comerciantes e servidores públicos. “O intuito seria esclarecer a essas pessoas quais os sintomas dessa condição”, explicou o vereador, acrescentando que a causa poderia ser apoiada pela Acip (Associação Comercial e Industrial de Piedade).

 

 

Comentários

Vereadores que aprovou meus Parabéns,Vereadores assim que for disponível também olhem visitem a APAE.PAZ.

Comentar