Tadeu afasta motorista que denunciou irregularidades

A Prefeitura suspendeu o motorista Donisete Natercio, responsável por divulgar fotos que expunham o sucateamento dos veículos da Garagem Municipal. Ele foi afastado de suas funções pelo período de 30 dias. A Secretaria de Serviços Públicos e Transporte nega que a medida tenha sido ato de retaliação contra o servidor.

Em 22 de novembro Donisete fez postagem em seu perfil do Facebook, na qual mostrava pneus em péssimo estado de conservação e um cinto de segurança preso por arame. Segundo ele, os funcionários do setor seriam obrigados a se submeter às parcas condições de segurança mostradas pelas imagens.

Dias depois, o motorista recebeu notificação assinada pela diretora administrativa da Prefeitura, Laura Godinho. O comunicado dizia que, a partir de 28 de novembro, ele estaria afastado do trabalho. Familiares do servidor denunciaram o fato nas redes sociais, o que gerou repercussão e rendeu à Prefeitura acusações de perseguição e censura.
 

Sindicato – A medida administrativa em desfavor do funcionário será contestada judicialmente. O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Antônio Marcos “Coletor” Fernandes, disse que a entidade acionou seu departamento jurídico e tentará reverter a decisão. “Logo que ficamos sabendo, consultamos nosso advogado. Isso o que fizeram com o Donisete não é e nunca será correto”, afirmou.

 

Outro lado – Questionada, a Prefeitura nega ter retaliado o motorista. Segundo nota enviada, tramita um procedimento de averiguação em desfavor do servidor devido a uma série de questões. “Por não se tratar de fato isolado, houve-se, por bem, determinar o afastamento”, declama a resposta enviada pela Assessoria de Imprensa. “Nunca houve e nem haverá retaliação. A Administração sempre age como órgão motivado, ou seja, em face de irregularidade aparente é que deve agir e apurar as ocorrências que chegam ao seu conhecimento”, frisa.

O documento diz, ainda, que o Executivo trabalha para corrigir possíveis equívocos que possam oferecer perigo aos trabalhadores. No que diz respeito aos pneus carecas e ao cinto de segurança, consta que a secretaria de Godofredo “Bube” Werner já resolveu a questão. Também é mencionado que, ao assumir o governo, a atual gestão verificou que boa parte da frota não havia recebido manutenção adequada em administrações passadas. “Diante disso, foi iniciado um processo de recuperação de veículos e máquinas”, conclui.

Comentários

não poderia ser diferente.como toda boa administração se alguém tiver a coragem de denunciar algo errado ou é despendido ou então afastado vergonha nacional estes políticos sem vergonha

Comentar