Tadeu afasta por mais 30 dias servidor que denunciou Garagem

A Prefeitura prorrogou, por mais 30 dias, o afastamento do servidor Donisete Natercio, responsável por divulgar fotos que expunham o sucateamento dos veículos da Garagem Municipal. Ele já havia sido afastado de suas funções, em meados de novembro.

No final do ano passado, em entrevista ao vivo para a Folha de Piedade, o prefeito José Tadeu de Resende (PSDB) afirmou que o funcionário seria desligado do quadro de servidores. De acordo com o chefe do Executivo, Natercio estaria em estágio probatório e, nesse período, teria acumulado avaliações ruins.  “Esse funcionário não passou no estágio probatório. É uma pessoa que agita todo mundo! Você o manda trabalhar e o sujeito não quer. Os próprios colegas reclamavam dos tumultos que ele provocava”, afirmou Tadeu. (clique para assistir)

 

Denúncias – Em 22 de novembro Donisete fez postagem em seu perfil do Facebook, na qual mostrava pneus em péssimo estado de conservação e um cinto de segurança preso por arame. Segundo ele, os funcionários do setor seriam obrigados a se submeter às parcas condições de segurança mostradas pelas imagens.

Dias depois, o motorista recebeu notificação assinada pela diretora administrativa da Prefeitura, Laura Godinho. O comunicado dizia que, a partir de 28 de novembro, ele estaria afastado do trabalho. Familiares do servidor denunciaram o fato nas redes sociais, o que gerou repercussão e rendeu à Prefeitura acusações de perseguição e censura.

 
Sindicato – A medida administrativa em desfavor do funcionário é contestada judicialmente. O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Antônio Marcos “Coletor” Fernandes, disse que a entidade acionou seu departamento jurídico e tenta reverter a decisão. “Logo que ficamos sabendo, consultamos nosso advogado. Isso o que fizeram com o Donisete não é e nunca será correto”, afirmou.

Comentar