Vereadores homenageiam Lyra São João e major da PM

Major Eunice recebe a homenagem do Legislativo

A Câmara dos Vereadores prestou homenagens, na última segunda-feira (26), à major da Polícia Militar, Eunice Rosa Godinho, e à Lyra São João. A solenidade aconteceu logo após os trabalhos de expediente ordinário do Legislativo.

O primeiro secretário do Legislativo, Daniel Dias de Moraes (PSB), leu um extenso histórico da Lyra São João, desde sua fundação no século passado. O representante da entidade cultural, Leandro Guedes de Oliveira, o “Chicão”, elogiou o documento e solicitou, inclusive, uma cópia para arquivar na sede da agremiação. Em seu discurso, ele lembrou dos tempos difíceis atravessados pelo País, principalmente no segmento cultural. “Há cortes de projetos e investimentos, pelo Brasil. Mas, em Piedade, fazemos o caminho inverso e podemos trabalhar com qualidade e profissionalismo”, discursou.

No caso da major Eunice, a honraria foi concedida por conta de sua participação na missão internacional em El Salvador, fruto de cooperação técnica entre o Brasil e o país da América Central.  Em sua fala, a oficial frisou a importância do policiamento comunitário, mais próximo da população.

“Não existe outra forma de combater a criminalidade, senão por meio do trabalho com a comunidade e a prevenção”, destacou. “Cadeias e apreensão não funcionam se os cidadãos estiverem desconectados de um mesmo propósito. Precisamos cuidar uns dos outros”, completou.

As turbulências que castigam o Brasil desde 2014 – e seus reflexos na segurança pública – também foi mencionada por Eunice. “A situação de nosso País é frágil e delicada em muitos aspectos. Os valores estão invertidos e nós, PMs, sentimos os reflexos de toda essa instabilidade política e econômica”, salientou.

 

Vereadores – Ao final dos discursos dos homenageados, alguns vereadores foram à tribuna para usar a palavra. O presidente do Legislativo, Camarão Prestes (PSD), elogiou o Executivo pela atitude de resgatar a Lyra São João, colocando-a para administrar o Conservatório Musical Davino Tardelli da Silva. Segundo ele, investir em cultura é medida de extrema importância no atual panorama nacional. “A violência está exacerbada. Você liga a televisão e vê coisas em que custa a acreditar”, pontuou.

A respeito da homenagem à major Eunice, Camarão discorreu sobre a importância da PM para a sociedade, “Imaginem se a polícia não existisse? A vida humana não vale mais nada, matam como se fosse nada. Por sorte, temos esses guerreiros que trabalham para nos proteger, apesar de não serem devidamente valorizados”, discursou o presidente.

Marly Godinho (PSB), por sua vez, afirmou que nossa sociedade é preparada para embates e conflitos. Por isso, segundo ela, é preciso resgatar a paz.

 

Comentar